sexta-feira, outubro 03, 2008

sexta-feira, outubro 03, 2008

Tua!

úmido o meu corpo
—já em oferta—
à espera que venhas
e que escrevas teu nome
com tua lingua, com teus dedos,
por toda a minha pele
ainda da tua marca deserta.

úmidos os meus lábios
já expectantes
para te receber
e beber o teu gozo

o mais que de mim eu sei
a ti que tua sou
eu já te dei...

porque só tu me umedeces

amor!