sábado, outubro 11, 2008

sábado, outubro 11, 2008

o invasor...

ele foi entrando sem se anunciar, sem pedir licença, provocando em mim doces sensações e um leve desconforto. minha primeira reação foi resistir-lhe; não gosto de ser invadida por algo que não consigo controlar. tentei usar os argumentos da razão, mas ele se fez de surdo, ignorou meus apelos e foi despertando, um a um, todos os meus sentidos para melhor me dominar. depois me envolveu como um laço que foi se apertando dentro de mim. lutei como pude para me livrar dele, mas ele não me deu trégua. então, ciente da minha fragilidade e de sua força, desisti de tentar domá-lo e deixei que o desejo seguisse seu curso e me possuísse nesta bela e fria madrugada, tão cheia de magia, que até meu sono resolveu vadiar...