quinta-feira, setembro 25, 2008

quinta-feira, setembro 25, 2008

Primavera

surpreendeu-se quando abriu a janela.

tão preocupada estava em quebrar geleiras
que nem havia percebido
que o céu se vestira de azul luminoso
que a natureza se enfeitara
com todas as cores
e se perfumara com aroma de flores.

embalada pelo silêncio que a cercava,
constatou que apesar do frio no seu peito,
lá fora já era primavera

e que era chegada também a hora
de semear terra nova
e cultivar novos amores-perfeitos.