sexta-feira, julho 11, 2008

sexta-feira, julho 11, 2008

Alma Bailarina

enquanto seu corpo
se arrasta em agonia,
prisioneiro de fantasmas,
escravo de quimeras,
sua alma bailarina
se liberta
bela, radiante e nua,
faz do céu o seu tablado,
dança, salta, rodopia,
com os astros, com as estrelas
e com a lua.