segunda-feira, março 03, 2008

segunda-feira, março 03, 2008

Sem Palavras

Sem palavras...

é assim que me encontro;

presa num silêncio cheio de sentimentos contraditórios
e sem poder expressá-los.

minhas palavras (todas) se puseram em fuga
e deixaram em seu lugar apenas interrogações e reticências...

não encontro nem vírgulas que possam pausar o meu pensar
e acalmar meu coração desassossegado.

(talvez eu mesma as tenha expulsado para calar essa nova mulher
que teima em romper minhas entranhas e nascer de mim)