segunda-feira, novembro 12, 2007

segunda-feira, novembro 12, 2007

Fala que me ama...

Por te falar eu te assustarei e te perderei? Mas se eu nunca falar eu me perderei, e por me perder, eu te perderia.”
(Clarice Lispector)

Um dia faremos sexo, foi o que me disse. Sexo não quero, quero Você e seu amor...Esse amor que talvez me tenha, mas que não confessa, nunca.

Tamanho o meu desejo  que chega a me doer, mas não fala que me ama, então me nego, não me dou.

Sinto você, sei que precisa do meu sorriso, do meu cheiro, dos meus carinhos...

Sei dos seus ciúmes, que morre um pouco cada vez que me deito em outra cama, tudo isso sei, mas...

Se nunca diz que me ama... eu não me dou e minto, minto muito, minto e nego a minha vontade e urgência de ser sua...

Saber que talvez me ame não basta, quero mais, muito mais, de Você quero o todo, o sempre, o para sempre.

Você não me fala de amor e eu choro e me perco em outros braços vários, em outras bocas tantas...

O que não me tira a dor, o que não mata a minha fome, que é só sua...

Por favor, diga logo: "Eu te amo", nem precisa ser verdade, só me faça acreditar...

(Não deixe que a vida me leve de Você, outra vez, AMOR)